sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Imprudência.

Dia ruim.
Me irritei muito com ela, ontem
e quase não dormi.

Também passei
todas a manhã
pensando na nossa conversa.

Nos falamos um pouco
e trocamos algumas mensagens,
mas a cabeça continua ruim
e o dia sabe bem como acompanhar.


(SRed)

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Alguns Sorrisos de Saudade.

- Amor, qual vai ser a primeira coisa que você vai fazer quando me ver? :)
- Sorrir! ;)

E a felicidade se mantém
nos pequenos gestos...

(SRed!)

Com Ela!


Um almoço simples,
o vento da praia,
o brilho do sol no rosto dela,
o pôr-do-sol deitados na grama,
uma noite fria debaixo dos lençóis.

Dia perfeito.


(SRed!)

Mudanças.

Às vezes
queria saber o que ela pensa,
entender algumas reações
ou a falta delas.
Mas isso é querer demais.

Passo uma boa parte do meu tempo
pensando na gente
e o que eu poderia fazer
pra que as coisas
que estão boas
permaneçam assim.

E no fundo
não quero admitir
que tenho medo
das coisas mudarem
muito com o passar do tempo.

Eu sei que é inevitável,
mas espero que essas mudanças
nos unam ainda mais.

E só.

(SRed!)

Feliz 18 meses!

O dia passou normalmente,
vimos um filme
sobre uma doença contagiosa
e depois de algumas voltas
fomos pra casa.

Chovia um pouco
e colocamos um filme
enquanto o sono
não vinha.

- Quando quiser dormir é só se virar pra mim. Certinho?

Ela fez que sim
com a cabeça
e não demorou muito até que ela virasse.

E naquele momento
o dia fez sentido pra mim.


(SRed!)

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Indo.

Nada se compara a sensação
de acordar ao lado de alguém
que por amor
você faria tudo.

Durante todo o dia
tive a impressão
de estar livre
de todos os males cotidianos
e fico feliz
por ela ser a responsável.

Enquanto a olhava
entrando no ônibus,
percebi que voltava a ficar
sozinho.


(SRed!)

Barulho na Janela

Acordei no meio da noite,
chovia bastante
e como gosto de observar a chuva,
fiquei na janela por um tempo.

Queria tanto
que ela estivesse comigo,
mas não estava
e isso, entre a gente,
é normal.

Fiquei por mais um tempo
até o sono voltar
e ele só veio
quando eu já deveria
estar de pé.

(SRed!)

Momentos.

Os dias
não estão muito bons.
A distancia entre a gente
vai me deixando pra baixo
e no meio disso
todo o processo
até que a gente more junto
não ajuda muito a melhorar as coisas.

Com isso
percebi que ando mais estressado
do que antes,
mas tomando cuidado
pra que isso não nos afete.

Sendo que isso
é o mais difícil.


(SRed!)

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Fome!

- Se a gente já estivesse morando juntos, você faria o quê pra eu comer quando chegasse em casa? - Perguntei.
- Miojo, hahaha.
- Hahaha sacanaaaa! Ia fazer miojo? Nem vale!
- Porque não vale?
- Porque miojo não mata a fome! - Eu disse.
- Só a sua BICHOOOO!
- Hahaha já via que quando a gente casar vou passar fome!
- SE PENSA ISSO DA SUA FUTURA ESPOSA NEM SEI O QUE PENSAR!
- Hahaha e a saga do drama da tchuca RECOMEÇA! Hahaha
- NÃO TEM RECOMEÇO NENHUM!

Foi uma bela noite,
como muitas outras.


(SRed!)

O sorriso.

Semana complicada,
alguns dias divertidos
e outros completamente difíceis,
tristes...

Domingo,
ela atravessa a cidade pra me ver
e eu atravesso a cidade pra levá-la
de volta pra casa.
O que aconteceu nesse dia
é simplesmente
impossível de descrever.

Mas posso dizer uma coisa...
aquele sorriso muda tudo.
Coloca todas as coisas no lugar,
trás minha felicidade de volta.

É isso...
o sorriso da mulher
que eu amo.


(SRed!)

Não precisa sentar.

Depois de dois momentos
de tonturas insuportáveis
e depois de perder a voz,
fomos a um hospital,
apesar de que eu odeio esses lugares.

Tomei duas injeções
que não me deixaram sentar
por algumas horas
e ela quase morreu de rir
da minha cara.

Um dia muito bom
com a chuva que caiu agora.


(SRed!)

Esperando um pouco.

Marquei com ela
numa estação de ônibus
as 12:20hs
e se passaram
mais de 30 minutos
até ela chegar
e o meu humor
já não estava dos melhores.

Ela me viu de longe,
me deu um longo abraço em silencio
e pronto.

Estava tudo bem novamente,
porque ela sabe
como deixar as coisas numa boa
sem fazer muito esforço.

(SRed!)

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Volume único, talvez!

- Você gosta realmente que eu escreva sobre a gente publicamente? - Perguntei
 - Muuuuuuuito! *---* Tudo que escreve é lindo - Ela respondeu
 - Até as brigas? :)
 - Não muito, hahaha :)
 - Eu tô com idéia de transformar em livro, na cabeça! - Falei
 - E realmente daria um livro. Já pensou chato, varias pessoas lendo a nossa história? :)
 - E depois, várias pessoas sabendo que a nossa história está sendo feita de tantos momentos bons! :) - Continuei
 - Meu namorado é um artista ;)
 - Em todos os sentidos cômicos da palavra! Hahaha
 - Besta... Sério ;)
 - Você vai me ajudar nisso! ;)
 - Como, amor? - Ela perguntou
 - Dando opinião no titulo, na cor do livro, nas ilustrações que podem vir... Nas coisas importantes que envolvem um livro, além do conteúdo... Sem contar que você precisa continuar me aguentando, pra que nosso livro seja feito de vários volumes e seja escrito até o ultimo dia da minha vida.  :)
 - Que coisa mais linda, chato. Então esse livro vai ser cheio de volumes, porque espero ter muita história pra viver com você. :)

(SRed!)

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Um pouco de Baianês!

- Cínico - Ela disse.
 - Eu cínico? É nenhuma. Hahaha - Eu disse
 - É isso mesmo.
 - É de boa, malandra!
 - MALANDRA? QUEM NAMORA MALANDRA É VAGABUNDO! - Revoltada
 - Hahaha ri muito aqui! Você é demais, amor!
 - Malandra... dessa não vou esquecer!
 - Deixa de drama. Hahaha
 - Tá bom!
 - Amor, deixa de drama!
 - Não tô fazendo drama. - Ela disse
 - Você sabe que eu falei brincando!
 - Eu sei! ;)
 - Ufa! :)
 - Besta... :)


(SRed!)

terça-feira, 1 de novembro de 2011

17 meses naquele dia e hoje... 18

Um dia pra comemorar
nossos 17 meses juntos
e a noite finalizada
com um taxi nos deixando
na porta da casa dela.

E depois do show
do Coldplay na tv,
um sofazinho pra recompor
as energias...
está tudo em paz.

Vamos em frente.



(SRed!)

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Pensamentos entre livros

Dois livros.
Entre "O amor é um cão dos diabos" de Bukowski
e "Um amor pra recordar" de Sparks,
eu parei
e pensei nela.

Tentei evitar os pensamentos
o dia inteiro,
inutilmente, é claro...
foram só pensamentos estranhos.

Só isso,
talvez.



(SRed!)

domingo, 30 de outubro de 2011

Não entendi

Encontrei-a na recepção
do prédio onde eu estava
recebendo um treinamento
do meu trabalho.

Ela me deu
um abraço meio sem jeito,
não falou muito
e só me deu um beijo
porque eu pedi.

Em algumas situações
é estranho pedir um beijo
a mulher que se ama,
mas foi isso que aconteceu.

Fomos até a porta,
nos abraçamos
e seguimos nossos caminhos.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Ciumenta

Eu sei que ela
não tem ciúmes.
Seria legal
se tivesse um pouco,
mas isso não chega nem perto
de ser um problema.

Enquanto isso,
ela finge que tem ciúmes de mim
e eu finjo que acredito.
E isso é no máximo
divertido!


(SRed!)

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Vem logo!

- Não vejo a hora de todo fia poder colocar a cabeça no seu peito  :) - Ela disse
 - Conto as horas pra estar morando com você. Não sabe como sonho com isso.   :)
 - Sonhamos  :)
 - Estou louco pra colocar suas coisas no guarda-roupa!  :) - Eu disse
 - Quero três gavetas amor e um maleiro para os meus sapatos.
 - Feito! :)
 - Ah e o cabideiro pras bolsas, feito?
 - Ai já tá de sacanagem. Bolsa coloca em qualquer lugar! Oo'
 - Ah, é assim é? - Ela perguntou
 - E eu vou colocar minhas roupas aonde? No chão? Hahaha tô ferrado!
 - Bom, topa ou não topa?
 - Vem logo sua chata!  :)
 - Eu vou, seu chato!  :)
 - E a espera continua...
 - E quando eu for, qual vai ser o próximo passo?
 - Formar uma família estruturada pra que possamos ter a nossa casa e nossos filhos. Nosso maior objetivo vai ser continuar a ser feliz! Isso é o que eu penso e você?
 - O mesmo, seu chato!   :)


Desejo que daqui
há alguns anos,
eu possa olha para essas palavras
e poder dizer:
"Conseguimos".



(SRed!)

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Eu e meu coração

- Tô ferrada com você. - Ela disse
 - Em um ano e quatro meses eu pensei que você já tinha percebido isso antes! Hahaha - Respondi
 - Poxa, fiquei sem palavras agora =/
 - Own amor. Tô brincando! ^^
 - Mas me fez revisar algumas coisas.
 - Como assim? Oo'
 - Kkkkkkkkkk, tô brincando amoor =)
 - Sacanaaaaaa! Hahaha
 - Somos os dois ;)
 - Você é mais! Hahaha - Afirmei
 - Acredite, não sou mesmo!
 - Assuma que é! Você é pior que eu!
 - Amor, no fundinho desse coração sacana, você sabe que é você!
 - Hahahahahaha essa foi boa. No fundinho do meu coração sacana né? Depois dessa você venceu, amor! =)


Tirem suas próprias conclusões!
:)


(SRed!)

domingo, 23 de outubro de 2011

Muito verde

- Não comi muito hoje, só tomei uma salada de frutas. - Ela falou
 - Nunca comi salada de fruta. Quando vejo tudo misturado fico com nojo. Mas é bom? - Perguntei
 - É sim, amor. Mas depende muito de quem faz. Tem que comer.
 - Se for realmente bom... Mas nunca provei mesmo. Você tá me levando para uma vida saudável. =)
 - GRAÇAS A DEUS, MUITA SALADA, MUITA VERDURA E MUITO VERDE.
 - Hahaha só você mesmo, amor. Mas abobora eu não como. Sério! ;)
 - HAHAHA VAI COMER TUDO E AINDA NÃO ESQUECI DO SUCO DE CLOROFILA. HAHAHA - Ela disse
 - Aff, achei mesmo que tinha esquecido isso... Tô ferrado! Hahaha
 - Lista de coisas que tem que comer: Salada de frutas, abobora e maxixada. Hahaha
 - O ultimo você quer porque quer né? Hahaha
 - QUEREMOS AMOR, QUEREMOS!
 - Pronto, lavagem cerebral! Hahaha

Ela me espanta
gostando de tanta coisa
que eu nem passo perto.

É bom ver as coisas
por outro angulo,
ela me faz ver
muita coisa assim.


(SRed!)

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Ferrados

 - Amor, você acha que só se ama uma vez? - Ela perguntou
 - Tenho certeza. - Respondi.
 - Então estamos ferrados! :)


(SRed!)

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Trato é trato.

- Vamos fazer uma promessa? - Ela propôs
 - Vamos! Qual vai ser a promessa, amor?
 - Que quando tivermos com algum problema, vamos falar e não nos tratar com frieza. Certinho? :)
 - Por mim tá fechado, promessa feita! =) - Respondi
 - Seu chato! :)


(SRed!)

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

As Pazes

Entre 07:15h
de 14/09/2011
e 00:05h de 15/09/2011
foram 341 mensagens de texto,
02h:53min:59s conversando ao telefone
e muitos assuntos
não foram concluídos
porque ainda temos que acordar cedo
no outro dia
pra trabalhar
e pagar nossas contas.

Posso dizer
que pra esse dia ser perfeito
só faltou ela estar aqui comigo...
enquanto isso
chove lá fora
e eu vou continuar pensando nela.


(SRed!)

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Perguntaaaaaaa

 - Você ainda quer continuar? - Perguntei
 - Quero... - Ela respondeu


(SRed!)

Cara complicado

Descobri
que sou,
frio,
seco ou grosso
até quando não quero,
completamente sem perceber.

As vezes
sou assim com ela
e tenho que me controlar,
porque ela não merece
ser tratada como trato
as outras pessoas.

Descobri que sou um cara difícil
de se conviver,
já me diziam isso
e ela me fez ter certeza.

Vou melhorar...
vou tentar.


(SRed!)

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Perguntas, só isso!

Se eu sou o cara certo,
porque ela tem medo
de demonstrar sentimento
por mim?

E se eu não sou o cara certo,
será que não estou
tomando o lugar
de outra pessoa?

Dia difícil,
mente vazia...


(SRed!)

sábado, 15 de outubro de 2011

Go monkeys, go!

Fomos assistir
o filme dos macacos
que ela tanto queria ver.

Não aguentei
e fiz piada
com várias cenas durante a seção.

E cada sorriso dela,
cada piada que ela fazia
pra me abusar,
deixou, pra mim,
o filme melhor
do que ele realmente é.


(SRed!)

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Confuso, confuso...

 - Você tem medo de que eu te sacanei? - Perguntei
 - Como assim? - Ela perguntou
 - Você tem medo de demonstrar sentimento por mim, por medo de que eu faça algo de errado e depois você fique se sentindo idiota por ter falado alguma coisa, feito alguma coisa... enfim.
 - Sim. - Ela respondeu.
 - E isso vai passar?
 - Deve passar.

Eu tinha o pensamento
de que toda pessoa
apaixonada
perdesse esses medos...

Fui dormir
me sentindo um idiota.
Um idiota muito confuso.


(SRed!)

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Não existe título

Do que um homem
realmente precisa
depois de ter a mulher que ama
deitada com a cabeça em seu peito,
se sentindo segura
por estar ao seu lado?

Eu demorei,
mas agora eu sei a resposta.

Por causa dela.


(SRed!)

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Cozinha, amor!

Ela sentou na bancada da pia
e eu fazia o meu velho
macarrão com atum.

Conversamos e rimos
sobre músicas,
filmes,
filhos
e sobre nós mesmos.

Ela estava linda,
estava tudo fora do lugar
e estávamos juntos
e felizes.

Não tinha como terminar
o texto com outra palavra...
Felicidade.


(SRed!)

sábado, 8 de outubro de 2011

Não precisa se preocupar

De repente uma fumaça
foi tomando conta da sala
e vinha com um cheiro ruim
da cozinha.

Entrei pra saber
o que era dessa vez
e era ela fritando mortadela.
O chão estava pegajoso,
nossa toalha estava fedendo
e no meio disso tudo
tinha o sorriso dela ao me ver.

Uma das cenas
mais bonitas
que já vi.

Foi assim que eu percebi
que estava tudo bem,
agora só era preciso
abrir as janelas.


(SRed!)

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Olhar 43 do Paraguai

Entramos no ônibus
que nos levava
pra casa.
Eu lancei 
um olhar 43 pra ela
e perguntei:

 - Qual vai ser a primeira coisa que você vai fazer quando a gente chegar em casa?
 - Tirar essa roupa, que eu tô morrendo de calor. - Ela respondeu sorrindo.

Ela se esqueceu de dizer
que iria ligar a tv
e ver todas as telenovelas,
sem falar do jogo do Corinthians.

Vida dura, camarada!


(SRed!)

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Uma ligação no meio da tarde.

Liguei e falei:
 - Tá com tudo preparado?
 - Pra quê?
 - Pra ficar comigo, hoje, na nossa casa!
 - Não tava sabendo disso. - Ela disse sorrindo.
 - Mas você vai né?
 - Não tenho roupas lá.
 - Usa as minhas. - Eu disse.

Por um momento
teve aquele silêncio.
E eu
estava ali na expectativa,
quando ela disse:

 - Tá certo, eu vou!

E naquele exato momento
todas as minhas preocupações
tinham sumido,
o estresse com o chefe,
com os clientes,
as contas pra pagar,
o cartão de crédito,
o aluguel no fim do mês...

Tudo,
exatamente tudo,
tinha sumido
porque ela disse que vinha.


(SRed!)

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Lasanhaaaaaa!

Um suco de limão
feito na hora,
metade de uma lasanha
pronta no prato
e
enquanto
ela cortava um pedaço
pra comer
e
ao mesmo tempo
mudava de canal
com o controle
nas mãos,
fiquei observando.

Tudo tão simples
que eu nem
precisava começar
a comer
pra saber
que estava bom.


(SRed!)

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Curiosidade


- Amor...
 - Oi.
 - Quanto tempo você acha que ficaria longe de mim? - Perguntei
 - Um mês! - Ela respondeu
 - UM MÊS??????
 - Hahahahaha Você precisava ver a sua cara agora!!!
 - É assim né? - Perguntei
 - Um ou dois dias no máximo.

Voltamos a ver televisão.


(SRed)

domingo, 14 de agosto de 2011

Uma conversa séria.


Cheguei
e ela já estava
me esperando.

Tomei um banho
e quando saí
ela estava sentada no sofá.

Fui direto.

 - Pronto, estou aqui.
 - Tenho medo de que essas coisas aconteçam quando a gente estiver morando junto. - Ela disse.

A gente conversou
pedi desculpas
e eu fui muito claro
quando disse que tenho medo de perdê-la,
mas que não posso segurar ninguém.

Ficamos em silêncio
por algum tempo.
Quebrei esse silêncio todo
com uma pergunta.

 - Posso fazer uma coisa?
 - Pode...

Puxei-a pra mim
e dei um abraço.
Não fizemos outra coisa
o resto do dia.

Nem queríamos.


(SRed)

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Acordei?


Acordei
com o celular tocando
e era uma ligação
dela.

Olhei por alguns segundos
a tela do celular
com a foto dela,
um monte de pensamentos
e um certo medo
do que poderia ouvir.

 - Precisamos conversar! - Ela disse.
 - Marque um lugar que eu vou... - Respondi.

Aquele silêncio
gigante de três segundos.

 - Pode ser na sua casa? - Perguntei
 - Aqui tem muita gente hoje. - Ela disse.
 - Então veja algum lugar e me fale que eu vou.
 - Certo.

Desligamos
e depois de alguns minutos
ela ligou novamente.

 - Pode ser na sua casa? - Ela perguntou.
 - Pode... tá com a chave? - Respondi.
 - Estou.
 - Certo então...


(SRed)

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Ligações Estranhas


Me acostumei a ser frio
com a maioria das pessoas
e acabo sendo assim
com quem não devia.

Depois de algumas
ligações estranhas
onde,
eu,
pouco falei.

Recebi a seguinte mensagem:

"Já vi que precisamos ficar separados um tempo."

Eu não tinha
o que responder,
mesmo assim mandei
uma mensagem
e recebi outra
que só confirmou a anterior.

"Eu quero um tempo."

Tentei não pensar
no assunto,
fui vencido por alguns pensamentos
e pelo sono.


(SRed)

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

No escuro do quarto.



Estávamos deitados na cama
conversando,
rindo,
abraçados,
quando ela fez uma pausa
e me perguntou:

 - Você acha que somos muito novos pra estar vivendo isso?
 - O quê? Morar juntos?
 - Não. Vivendo isso...
 - Nos encontramos no momento certo, amor. - Respondi.

Ela que estava de costas pra mim,
apertou meu braço
ainda mais forte.

Ela,
o meu amor.


(SRed!)

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Comprinhas

Pequena lista de compras
para um fim de semana
com ela:

 - Iorgute de morango
 - Suco de laranja pronto
 - Achocolatado pronto
 - Pão
 - Queijo e presunto
 - Batata frita com sabor de yakisoba
 - Requeijão
 - Arcos de goma de morango

Bom é saber
que mesmo sem comprar essas coisas
ela vem do mesmo jeito.
Com exceção da goma de morango.
Se eu não comprar isso,
só recebo uma mensagem no celular
com uma frase bem curta:

 - Não vou!!! Hahaha

(SRed!)

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Deixa passar.

- Amor, coloca um filme pra gente assistir. - Ela disse
- Já escolhi, vai ser "Uma saída de mestre".

Ela se ajeitava no sofá
quando acertou minha boca
com o celular.

 - Desculpa, amor! - Ela disse
 - Machucou só um pouco.

Ela me deu um beijo
daqueles
de perder o fôlego.
Só tive uma pergunta a fazer:

 - Você ainda quer assistir o filme?
 - Hahahaha

O resto é fácil de imaginar...

(SRed!)

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Um domingo e um jornal.

Saí de casa as 8h,
peguei um ônibus as 08:25h
e descei em uma estação
alguns minutos depois,
entrando em outro ônibus
as 09:15h.

Duas mulheres entraram
e ficaram perto de mim.
Uma delas
derrubou cerveja no meu pé,
a outra falava alto,
e deixou um pingo
que escorria de sua lata
pegar em minha camisa,
e eu ali
contando os segundos
pra chegar.

Desci no ponto de sempre
e andei um bom caminho
no sol das 10h
da manhã
e ainda tive que procurar algum lugar
que vendesse jornal.

Comprei e cheguei suado,
dei dois toques para o celular dela
avisando que estava na porta.

Ela apareceu e disse:

- Oi - sorrindo.

Parei, observei
e nem lembrava mais
porque meu pé estava molhado.


(SRed!)

terça-feira, 5 de julho de 2011

Brincadeirinha.

 - Vou te chamar que nem uma amiga chama o namorado. - Ela disse.
 - Como amor? - Perguntei.
 - Ela chama o cara de animal. Hahahaha
 - Ceeeeerto.

Uma semana depois dei um abraço nela e disse:

 - Eu tô aqui pra te dar carinho, amor, atenção, te adestrar...
 - Adestrar?  - Espantada
 - Hahahaha brincadeira amor.
 - Ceeeerto. - Ela disse.

Eu ia continuar a brincadeira dizendo que ia deixar ração e água. Mas eu ainda quero ser pai e as mãos dela são certeiras.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Marcas

Mais um domingo.
Eu na casa dela
e depois de
finalmente me livrar
dos primos
que ela tem,
posso sentir a beleza
de sua presença.

Abusamos um ao outro.
Uma hora são piadas,
outra hora são os beliscões,
tapas e tudo termina bem.

Choveu um pouco
agora
e eu só espero
que ela tenha
dormido bem.


(SRed!)

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Bambolê... eu uso!

"Que seja eterno..."

 - Pra você, amor!


(SRed!)

quinta-feira, 23 de junho de 2011

A Lenda

Há 1 ano atrás:

 - Eu moro sozinho, mas não sei cozinhar. - Eu disse
 - Eu seu sei fazer algumas coisas. - Ela disse.
 - O quê?
 - Ah... sei fazer brigadeiro.
 - Vou querer experimentar, sério.
 - Eu vou fazer.
 - E é bom?
 - Eu gosto.
 - Certo.

1 ano depois:

 - Amor, até hoje espero o brigadeiro. - Eu disse.
 - Mas eu vou fazer, amor. Você que não me lembra. - Ela me deu essa desculpa.
 - Certo...

Ela sorri,
e eu nem me preocupo
se ainda não comi
o famoso brigadeiro.

E quando passo
no mercado
fico tentado
a comprar a lata
com o brigadeiro pronto.

Mas ela sabe
que eu vou esperar.


(SRed!)

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Bip

A verdade
é que sinto falta daquele tempo
em que eu recebia mensagens
carinhosas ou engraçadas
no celular, sem pedir.
Sinto falta,
talvez não demore muito
a não sentir mais.


(SRed!)

domingo, 19 de junho de 2011

Estranhamente Ruim

Nas mãos
tenho o livro
que ela me deu.

No rádio
toca uma das músicas
que me desconcentram.

Parei
pra pensar na gente.
Tirei minhas conclusões,
mas elas não me levam
a lugar algum.

A música acabou,
voltei a leitura
e pela primeira vez
achei que chovendo
o clima estava ruim.


(SRed!)

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Frio? Acho que não.

Vem comigo?



 - Tá frio, né? - Ela disse.
 - É - Respondi.
 - Eu falei pra ver se você me dava seu casaco, mas até agora nada. - Disse sorrindo.
 - Pegue amor. Hahaha

Olhei nos olhos dela
e sabia
que não queria
nada além
do que já tinha.

Dormimos abraçados
enquanto fazia frio.

Foi bom
aquele dia
e
lembrar disso agora
também.


(SRed!)

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Fascínio

Acordando...


 - Amor, eu tenho o dom da fotografia né? - Eu disse.
 - É... tem. - Ela respondeu.
 - Mesmo com o celular, ficou bom.
 - Eu sei.

Tradução livre do que ela quis dizer anteriormente:

 - Vamos logo, seu idiota. São 10hs e eu ainda nem tomei café da manhã.

Sacanaaaaaaaaaa!!!

O dia foi bom.


(SRed!)

terça-feira, 14 de junho de 2011

Acorda amor, é o nosso dia.

Era domingo,
estava frio,
levantei meio sem jeito
e ganhei um abraço
e o sorriso dela
bem baixinho.

Além de tê-la
tão perto,
ganhei outros presentes,
que só ela mesmo
sabia
que eu queria ganhar.

Ainda teve
o cachorro-quente
que ela fez
o meu famoso macarrão
durante o almoço.

Deitamos juntos,
choveu bastante,
o mundo corria lá fora
e nós não prestamos atenção.


Obrigado, amor! 


(SRed!)

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Pra Sempre?

Acordei e tirei
uma foto do presente
maravilhoso
que ela me deu.

Esqueci de pegar
o cabo
pra passar a foto
e mostrar
aqui.

Mas lendo coisas
por ai,
vi
esse vídeo.



Pensei nela.


(SRed!)

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Pura Propaganda

Um belo dia, eu convidei ela pra morar comigo. Não paro de pensar nisso e ela ficou de me dar uma resposta. Não demorou muito a vir a tal resposta e foi via sms. Mais ou menos assim:

"Tchucoooooooooooooo coloca Sky que eu vou. Hahahaha."

Me senti a própria Gisele Büdchen.


(SRed!)

terça-feira, 31 de maio de 2011

Tolice, talvez.

Ao abrir os olhos
me deu a súbita
vontade
de ouvir a voz dela.

Nem que fosse
pra me perguntar as horas,
ou pedir pra fechar a janela,
ou pra dizer que me ama.

Mas não deu,
pura tolice minha.


(SRed!)

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Ela e o velho.

Emprestei
um dos livros do Bukowski
pra ela.

Ela disse
que é a minha cara,
perguntei se isso
é bom ou ruim.

E ela respondeu:

- Ainda não decidi isso.

Sacanaaaaa!!!!


(SRed!)

domingo, 29 de maio de 2011

Confuso

Uma mulher
em um vídeo
dizendo
que elas só gostam
dos caras que não prestam
é foda.

Ainda
não aprendi a ser cafajeste,
nem sei se quero.

Me ferrei.

Será?


(SRed!)

sábado, 28 de maio de 2011

As Vezes Sozinho

 - Eu te amo. - Eu disse.
 - Hum...
 - Boa noite.
 - Boa noite... - Respondeu.

Engraçado e ridículo
querer tanto
ouvir uma coisa,
sem ter que dizer
primeiro.


(SRed!)

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Rápido Demais

Recebi a seguinte mensagem:

"Estive pensando e não sei se estamos fazendo a coisa certa. Somos tão jovens e isso tudo pode ser passageiro. Não estou certa de nada até agora. Então resolvi te falar que ainda não é hora de termos nosso primeiro filho, Pink. Hahaha. Beijo chato :) "

Resposta:

"Sacanaaaaaaaaa!!! Hahaha Quer me matar de susto, é?! Beijo meu mozão! Seu Red! ;)"


(SRed!)


quarta-feira, 25 de maio de 2011

Em Breve

Me peguei pensando nela,
imaginando um casa
de paredes brancas,
uma janela aberta,
uma luz entrando pela sala,
um silêncio,
nós dois dormindo
abraçados,
uma música tocando
e o mundo inteiro
lá fora.


(SRed!)

terça-feira, 24 de maio de 2011

De novo?

 - Amor, promete que a gente só vai brigar por causa de time? - Ela me disse.
 - Claro.
 - Mas o nosso banheiro vai ser preto e branco, em homenagem ao timão.
 - Azul e branco, cor de banheiro normal.
 - Não amor...

Pelo visto quem vai decidir isso é o pedreiro. Desde já, conto com a honestidade e o bom gosto dele.


(SRed!)

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Pink. O nosso primeiro filho.

 - Amor, comprei nosso hamster. - Ela me disse.
 - Sério?
 - Sério amor.
 - E qual o nome? - Perguntei.
 - Pink.
 - Pink? Eu não posso ter um hamster com esse nome. Ele tem que ter um nome mais forte. Tipo, demolidor.
 - Certo. Um rato com nome de demolidor. - Me disse.
 - Mas porque Pink? Não tinha outro nome? - Perguntei com esperança.

Ai veio à explicação que eu queria.

 - Por causa de Pink e cérebro. - Respondeu sorrindo.
 - E porque não chamá-lo de cérebro?
 - Porque Pink é engraçado.

Já imaginei o bicho com o nariz rosa. Em um surto de loucura.

 - Eu prefiro cérebro, mas tá bom. Ele vai ficar com você né? - Perguntei

Tentei buscar as palavras de volta para boca, mas já tinha saído. Já era tarde demais.

 - Não. Vou levar pra sua cara quando eu for aí.
 - Mas aqui não tem comida pra mim. Ele vai morrer de fome.
 - Já sei que nossos filhos vão passar fome.
 - Mas é só um rato. Não tem comparação.
 - Se não consegue alimentar um rato, imagina os nossos filhos?

Com ela é assim, se não sei cuidar de um rato, não vou saber cuidar dos nossos filhos. Eu posso com isso? 

domingo, 22 de maio de 2011

Gravatinha Rosa

- Qual vai ser a cor do seu vestido? - Perguntei.
- Vai ser vermelho. - Respondeu sorrindo.
- Então vou de rosa.
- Eu já ia te pedir isso.

Pronto, agora me ferrei.

- Eu falei brincando. Não vou usar terno rosa no meu casamento.
- Pelo menos a gravatinha, amor. - Tentando me convencer.
- Rosa?
- Rosa bebê.

Humilhação total. Isso ai.

 - Tá bom, a gravatinha eu uso.
 - Aêêêêêêê - Sorrindo
 - Mas a gente pode negociar isso né? - Tentei melhorar a coisa.
 - Não, já está decidido. - Finalizou.

Eu sempre dou a ultima palavra nessa relação, sempre.

 - Tá bom então.

sábado, 21 de maio de 2011

Pra Distrair

00:27h
macarrão com molho
a base de milho verde,
atum,
queijo ralado
e orégano.

Me ajudou
com uns probleminhas
que eu tive com ela.

Ah...
sem falar da cerveja preta,
que caiu muito bem.


(SRed!)

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Ligou...

Ela me ligou
mesmo sem vontade de conversar.
Depois de algum tempo
em silêncio no telefone,
ela me disse
que iria dormir.

Deve ter ido,
não sei se foi mesmo.
Só sei que não adiantava
ligar pra saber.


(SRed!)

quinta-feira, 19 de maio de 2011

No Barzinho

- É muito bom ser eu, agora que tenho você.

Ganhei um beijo,
um sorriso
e o perfume dela.

Me senti bem.
Muito bem.


(SRed!)

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Suas Memórias

Odeio
todas as suas lembranças
amorosas
em que eu
não estive.

Todas as mensagens
carinhosas
que eu
não mandei.

Mas não controlo
tudo isso, amor.
Está tudo
com você
e tudo
brigando em mim.

E todo o resto
você não sabe.
Estamos iguais.


(SRed!)

terça-feira, 17 de maio de 2011

Do Meu Jeito?

Se tratando da gente,
posso garantir
que nunca vai ser do jeito
que eu quero.

Mas quem disse
que estou sempre certo?
Talvez
se tudo ficar como quero,
não tenha o mesmo gosto
e a mesma felicidade
que sinto agora.

E isso
eu nunca vou saber.
Vai ser sempre
um talvez.


(SRed!)

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Atende

As 01:05h
de uma terça-feira:

- Oi, só liguei pra dizer que estou com saudade. - Eu disse.
- E eu de você, amor.

Ela me disse isso
com um sorriso.
Nos despedimos
e a minha saudade
só aumentou.


(SRed!)

terça-feira, 3 de maio de 2011

As cores

- Nosso quarto vai ser rosa. - Ela disse.
- Rosa não! No máximo vermelho. - Protestei.
- Vermelho não. É muito forte.
- Então vai ser verde.
- Vai ser rosa sim e o banheiro...
- O banheiro vai ser azul e branco. - Interrompi.
- Vai ser preto e branco. Em homenagem ao timão.
- Nãããããoooo!
- Nossa casa tem que ser colorida.
- Mas não vai.
- As mulheres que decidem as cores da casa, amor.
- Não mesmo.
- E nosso cachorro vai dormir na cama com a gente.
- Cachorros no chão.
- Mas amor...
- Não vou discutir isso com você. Mas o banheiro vai ser azul e branco.

Até lá falta pouco
mas eu sei
que o quarto
vai ser rosa
e o cachorro
vai ficar no chão.

Por tanto
que eu esteja com ela,
posso até
mudar de idéia.

(SRed!)

domingo, 1 de maio de 2011

Hoje... 1 Ano.

Acordamos
e nos beijamos
depois que ela viu
o presente.

Foi bom
ver seu sorriso
logo pela manhã.
Sempre é.

Ela ficou sem jeito
porque esqueceu
o meu presente em casa.

Mas nem precisava,
ela já estava comigo.
Não tinha presente melhor.

- Casa comigo? - Ela perguntou.


(SRed!)

sábado, 30 de abril de 2011

Ela

Muitas vezes
ela
me leva ao céu
e outras vezes
me deixa perdido
e confuso.

Mas
é sempre ela
no pensamento.

Com poucas
palavras
e um monte
de sentimentos
que nem sabe
como me mostrar.

Que agora
rendem textos
para olhos carinhosos.

(SRed!)

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Depois de dizer "Boa noite".

Tive vontade de ligar
pra dizer que sinto falta,
mas achei
que há essa hora
eu pareceria mais
um idiota carente
do que
um cara realmente
apaixonado.

Mandei duas mensagens
completamente envergonhado
de incomodá-la àquela hora,
e não tive resposta.
Não esperava.

Ela deveria
estar dormindo.

Ouvi
a mesma música
por várias vezes
e
fui deitar.

Pensando nela.

(SRed!)

Antes de dizer "Boa noite".

- Oi amor, como foi hoje no trabalho? - Perguntei.
- Bem. - Ela disse.
- Tá tudo certinho?
- Tá.
- Não ligou, não mandou mensagem, esqueceu de mim foi?
- Não.
- Mas você não fez nada disso.
- É.

(...)

- Sinto falta das suas mensagens. - Eu falei.
- Hum hum... - Ela disse.

(...)

- Queria que estivesse aqui. - Eu falei.
- Você sabe que eu queria estar ai. - Ela disse.
- ...

(...)

- Aconteceu alguma coisa com você? - Ela perguntou.
- Não. Só estou me sinto sozinho. - Respondi.

(...)

- Um dia você vai entender. - Eu falei.
- O quê? - Ela perguntou.
- O quanto sinto sua falta. - Respondi.
- ...

E foi isso,
dissemos boa noite
um para
o outro.

E ficamos
com pensamentos
soltos
na cabeça.

(SRed!)

domingo, 24 de abril de 2011

Sempre

Ao abrir os olhos
ela estava sorrindo
pra mim.

Deu-me uma caneca
com chocolates
e disse:

- Feliz Páscoa

Enquanto ainda acordava
ela fazia círculos
com as unhas
no meu rosto.

Ficou me olhando,
bem perto
e sussurrou:

- Pra sempre...

Todo o resto do dia
eu tive
chuva,
amor,
chocolate
e ela.

(SRed)


=)


sexta-feira, 22 de abril de 2011

Enquanto Sorriamos.

- Amor, você tem medo de que tudo, entre a gente, dê errado?
- Tenho...

A ligação caiu,
não fizemos nenhum esforço
para retornar,
não tive tempo
de dizer...

- Eu também.

(SRed)

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Aquilo

O presente
eu já comprei
e escondi
pra que ela não veja
quando vier me ver.

Agora espero
como uma criança
que curte uma viagem
torcendo pra que chegue logo.

É ela chegando,
aquele momento,
aquilo...

E tudo faz sentido.

(SRed!)



"Tudo que eu fizer vai ser pra ver aos olhos dela." (Marcelo Camelo - ÔÔ)

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Domingo Chuvoso

- Pelo visto vai levar outro casaco meu amanhã né?
- Quer perder outro é?
- Não vou perder. Quando a gente casar vão voltar pra mim.
- ... (Ela sorrindo)

Era domingo,
chovia,
ela estava comigo
e só.

(SRed!)

domingo, 17 de abril de 2011

Doce Silêncio.

Durante a manhã
recebi uma mensagem.
E pela tarde ela recebeu
uma ligação.

Ouvi seu sorriso
do outro lado da linha.
Não precisava
dizer mais nada.

Eu sabia
o que o seu sorriso queria dizer
e disse.

Fizemos as pazes.

(SRed!)

Para acordar.

Levantei sem animo
e fiz um café.

Fiquei olhando
a tv desligada,
barulho da rua lá fora,
o café esfriando na caneca.

Era só saudade,
sempre vem.
É bom saber que ainda sinto.

(SRed!)

Olhos abertos.

As 23h deixei as chaves em cima da estante,
tomei um banho
e deitei de olhos abertos.

Ela me ligou,
tirou-me de alguns pensamentos.
Não falou nada,
mas nem precisava.

Desligou
e mandou uma mensagem.
Falou tudo que não quis
pelo telefone.

Voltei a deitar
de olhos abertos
e nenhum pensamento no lugar.

(SRed!)

sábado, 16 de abril de 2011

Fui para cozinha.

Um macarrão com atum
que demorou para ser feito
e ficou sem sal.

Depois de provar
ela olhou pra mim
e sorriu.

- Tá gostoso, amor!

Foi assim
que eu vi
que ela estava comigo
e que não me faltava nada.

(SRed!)

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Uma conversa qualquer.

- Liguei pra dizer que te amo. - Eu disse.
- Hum... - Ela respondeu.
- Viu, amor?
- Viu.
- Qualquer coisa pode me ligar. A qualquer hora. Estou com o celular ligado.
- ...
- Viu, amor?
- Certo.
- Dorme bem.
- Você também.

Nunca liga. Vamos em frente.

(SRed!)

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Um colchão no chão.

Quando cheguei
ela já estava deitada na minha cama,
com frio e me esperando.

Cheguei perto
e disse:

- Boa noite!

Depois de um banho,
deitei ao seu lado.
Foi uma noite agradável.
Dormimos enquanto ouvíamos
uma música chamada "Adeus".

(SRed!)

Me liga.

A semana passou
e eu nem tive tempo de vê-la,
mas ainda sim eu ligo.

Quando nos falamos
é sempre a mesma coisa,
ela calada,
eu puxando conversa,
terminamos com uma saudação qualquer
e fim.

Raramente tem uma emoção,
vou gostar quando tiver.
Vamos em frente.

(SRed!)

quarta-feira, 13 de abril de 2011

A torta, sem qualquer reação.

Comprei uma torta de chocolate e amendoim,
atravessei a cidade inteira com a embalagem nas mãos,
ela não gosta de amendoim.

Não abriu,
não mostrou interesse.
Disse que iria comer no trabalho.

Deixei-a na porta da empresa,
coloquei minha mochila no ombro
e fui embora.

Tentei não pensar muito nisso,
mas continuei pensando mesmo assim.

(SRed!)

terça-feira, 12 de abril de 2011

Luz, câmera, ação. Nem sempre!

Dizemos que o amor não morre
e que é incondicional,
mas devemos mesmo testar
essa teoria?

É isso, o que vem acontecendo.

(SRed!)