quarta-feira, 27 de julho de 2011

Um domingo e um jornal.

Saí de casa as 8h,
peguei um ônibus as 08:25h
e descei em uma estação
alguns minutos depois,
entrando em outro ônibus
as 09:15h.

Duas mulheres entraram
e ficaram perto de mim.
Uma delas
derrubou cerveja no meu pé,
a outra falava alto,
e deixou um pingo
que escorria de sua lata
pegar em minha camisa,
e eu ali
contando os segundos
pra chegar.

Desci no ponto de sempre
e andei um bom caminho
no sol das 10h
da manhã
e ainda tive que procurar algum lugar
que vendesse jornal.

Comprei e cheguei suado,
dei dois toques para o celular dela
avisando que estava na porta.

Ela apareceu e disse:

- Oi - sorrindo.

Parei, observei
e nem lembrava mais
porque meu pé estava molhado.


(SRed!)

2 comentários:

Rita de Cássia. disse...

a forma como você descreve situações simples e rotineiras me encanta.
Adoro passar por aqui.

Anônimo disse...

E ela fica feliz de saber disso :)