segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

O Aniversariante - Parte 3


Tentei acordar
o mais cedo que pude
e mesmo sendo
o meu aniversário,
eu não sentia nada de especial,
mas sabia que ela mudaria isso.

Nos encontramos
num restaurante
no centro da cidade.
Almoçamos e ficamos aos risos
com as brincadeiras dela,
com as insinuações,
e as tentações que me colocou.

Ainda teve espaço
para um milkshake
e para mais brincadeiras
que melhoraram muito o dia.

Saímos do restaurante
e fomos para um sebo
próximo a Praça Castro Alves.

Nos perdemos
naquela imensidão de livros,
mas no fim das contas,
compramos um DVD sobre Calígula
e um CD do Oasis.

Quando queremos,
conseguimos melhorar
tudo ao nosso redor.

Mais um ano
e é ela
o meu melhor presente.

(SRed)

domingo, 2 de dezembro de 2012

O Aniversariante - Parte 2


Acordamos depois do meio-dia
e começamos bem,
nos curtindo
e brincando com os bichos de estimação
das minhas irmãs.

Fomos embora
depois de almoçar
em direção a casa dela
e lá não foi diferente.
Nos curtimos bastante na cozinha,
em um daqueles dias
em que não dá vontade de ir embora.

Voltei pra casa
com um sorriso no rosto
e alguns planos
em mente.

(SRed)

sábado, 1 de dezembro de 2012

O Aniversariante - Parte 1


Estávamos no Rio Vermelho
no fim da tarde
para comemorar
o meu aniversário
e algumas cervejas
ajudaram a animar um pouco.

Saímos
e fomos dançar
e beber um pouco
em outro lugar,
e numa mistura de várias bebidas,
nos divertimos,
rimos de nós mesmos e dos outros
numa noite tranquila.

Chegamos de madrugada
e ela cuidou de mim.

Ela sempre faz isso
de várias formas.

(SRed)

Impaciência


Sou
muito impaciente
e por muitas vezes
isso estraga
tudo
ou deixam as coisas difíceis
por um certo tempo.

Nessas horas
tenho medo
de me exceder
e ser rude
com ela,
quando não deveria
e por motivos
tão pequenos.

Não quero testar
os seus sentimentos,
pois o amor
não é feito para isso
e por não aguentar
essas indas e vindas
ele acaba
e ponto final.

(Sred)

domingo, 18 de novembro de 2012

Simplicidade


Gostaria
que todos os finais de semana
fossem assim.

Sorrisos soltos
de brincadeiras simples,
abraçoes,
beijos
e cumplicidade.

Quanto mais vivo
a simplicidade,
mais preciso dela
pra continuar
a viver.

Sou viciado
nas rimas simples
e nos versos fáceis.
Complicar
qualquer entendimento,
é capricho
dos que pensam ser
mais
do que realmente
são.

(SRed)