domingo, 17 de abril de 2011

Olhos abertos.

As 23h deixei as chaves em cima da estante,
tomei um banho
e deitei de olhos abertos.

Ela me ligou,
tirou-me de alguns pensamentos.
Não falou nada,
mas nem precisava.

Desligou
e mandou uma mensagem.
Falou tudo que não quis
pelo telefone.

Voltei a deitar
de olhos abertos
e nenhum pensamento no lugar.

(SRed!)

Um comentário:

Guedes, disse...

tantas coisas omitidas...
se eu pudesse leria a mensagem e até o que você pensava só para poder entender tudo isso
^^